Teatro Rival - Petrobras

Data : 06/11/2013
Horário : 19:00
Venue : Teatro Rival Petrobras
Cidade : Rio de Janeiro, RJ

Info / Tickets

Violeta de Outono toca no Rio com a abertura do tecladista ANDERS HELMERSON (Suécia)

RIO PROG FESTIVAL 4
 
COM ANDERS HELMERSON (Suécia) e VIOLETA DE OUTONO (SP)
 
O EVENTO
 
4ª edição do Festival que traz ao Rio de Janeiro atrações nacionais e internacionais do estilo musical denominado Rock Progressivo. Este gênero musical surgiu em 1967, teve seu período áureo na década de 1970, declinou nos anos 1980 e 1990, mas revitalizou-se no inicio do novo milênio e a cada ano torna-se mais forte.
 
Centenas de lançamentos surgem anualmente, sendo um dos poucos gêneros que possuem representantes de ótimo nível em todas as regiões do mundo. Existem inúmeros exemplos de bandas que obtiveram grande sucesso em escala mundial, mas algumas entraram para o primeiríssimo escalão do Rock em todos os tempos, tais como os britânicos  Pink Floyd, Genesis, Yes, Emerson, Lake and Palmer, Jethro Tull, King Crimson e Supertramp, os norte-americanos Kansas e Dream Theater, o holandêsFocus etc.
 
Este gênero também obteve grande sucesso no Brasil, gerando muitas dezenas de grupos por todo o país. Muito admirado e respeitado no exterior, o Rock Progressivo Brasileiro está em momento de grande efervescência, com shows, eventos e Festivais acontecendo de Norte a Sul. Até mesmo os nossos grandes expoentes dos anos 1970 retornaram às atividades e fazem constantemente shows de grande sucesso, tais como Os Mutantes, O Terço, Casa das Máquinas, Som Nosso de Cada Dia e Terreno Baldio. Também as surgidas nos anos 80 estão em plena atividade e sucesso, tais como a Violeta de Outono (SP), Sagrado Coração da Terra (MG) e Quaterna Requiem e Tempus Fugit (RJ).
 
Nas edições anteriores do Rio prog Festival foram apresentadas 8 bandas nacionais e 2 estrangeiras. As brasileiras foram: Bacamarte & Jane Duboc (RJ), Anjo Gabriel (PE), By the Pound (MG), Caravela Escarlate (RJ), Mahtrak (SP), Massahara (SP), Sub Rosa (MG) e Trucco (RJ). As estrangeiras foram as lendárias Focus (Holanda) e Wishbone Ash (Inglaterra) e ambas tiveram suas lotações esgotadas.
 
AS ATRAÇÕES
 
1 – ANDERS HELMERSON
 
Tecladista sueco, Anders Helmerson cresceu durante os anos 1960 em uma pequena cidade chamada Kalmar. Seus pais eram pianistas e desde tenra idade quis ser músico. Dos 7 aos 10 anos só ouvia Jazz, aos 11 começou a se interessar por Música Clássica e assim iniciou seus estudos nesta direção. No inicio dos anos 1970, redirecionou seu desejo musical para o Rock Progressivo.
 
Tocou em vários grupos de Kalmar, inclusive em um dos ícones do Rock progressivo sueco, o lendárioRagnarök, onde tocava teclados, sax e flauta. Não chegou, porém, a gravar com eles e partiu para a produção de um trabalho solo. Ficou cerca de 3 anos produzindo seu projeto. O álbum foi lançado em 1981 e recebeu o título de “End Of Illusion”. Em 1992 foi lançado em CD pela gravadora francesa Musea, a mais importante do mundo em termos de Rock Progressivo.
 
Permaneceu 10 anos sem gravar, mas em março de 2002 lançou “Fields of Inertia”, uma obra fortemente influenciada pela música brasileira. Gravado no Rio de Janeiro em 2001, o CD foi editado pela gravadora carioca “Som Interior Produções Artísticas”, uma das mais antigas empresas brasileiras especializadas em produções de Músicas Progressiva e New Age. Nesta empreitada contou com a participação de  músicos brasileiros, destaque para o baterista e percussionista Robertinho Silva e para a cantora Kika Tristão, ambos com longo e aclamado currículo.
 
Robertinho iniciou sua carreira no início dos anos 70, no lendário grupo Som Imaginário, criado para acompanhar Milton Nascimento ao lado de craques como Wagner Tiso, Tavito, Zé Rodrix etc. Permaneceu acompanhando Milton por mais de 25 anos e trabalhou, entre muitos outros, com os astros internacionais Wayne Shorter, Herbie Hancock e Sarah Vaughan e os brasileiros Egberto Gismonti, Hermeto Paschoal, Flora Purim e Sergio Mendes.
 
Kika canta profissionalmente desde os 19 anos e seu talento já foi registrado inúmeras vezes, ao trabalhar com grandes nomes como Milton Nascimento, Wagner Tiso, Tim Maia, Ivan Lins, Djavan e Elba Ramalho. Participou de diversas trilhas da TV Globo, tais como o seriado “Agosto” e as novelas “A Padroeira” e “Quatro por Quatro. Também atingiu grande notoriedade ao ingressar no ramo das trilhas sonoras, entre elas “Aladim”, “O Rei Leão”, “Pocahontas”, A Pequena Sereia”, “Toy Story”e “Hércules”, que lhe trouxe o prêmio de melhor cantora ao interpretar a canção tema do filme em todos os países dublados da América Latina.
 
Mesclando as sonoridades sinfônicas e “cósmicas” dos sintetizadores com as rítmicas e tribais das percussões, “Fields Of Inertia” foi lançado em março de 2002 e registra um s inusitado e muito criativo trabalho de World Music instrumental. É música para se ouvir cuidadosamente, percebendo os inúmeros detalhes, desde os puramente sonoros até os gráficos, iniciados com as deslumbrantes fotografias da capa, até os textos contidos no livreto, que descrevem em minúcias a belíssima intenção espiritual do artista.
 
Ainda em 2001, Anders mudou-se para Londres onde reside ate hoje. Em 2010 lançou novo CD, intitulado “Triple Ripple”. Trabalho instrumental de Jazz-rock Progressivo e de bastante complexidade técnica, onde o trio de músicos se destaca com louvor. Esta obra Anders Helmerson divide com 2 fantásticos músicos:
 
Marco Minnemann – De origem alemã, é um dos mais conceituados bateristas de hoje. Em 2013 está atuando com Joe Satriani e Steven Wilson e já tocou com muitos ícones do Rock Progressivo como Eddie Jobson, John Wetton, Tony Levin e Jordan Rudess, além de guitarristas como Paul Gilbert, e Tony MacAlpine. Também tem fértil carreira solo e em apenas 21 anos de carreira, já atinge a incrível quantidade de mais de 100 CDs e DVDs onde participou
 
Bryan Beller – Nascido em 1971 nos EUA, graduou-se em Berklee em 1992, inciou sua carreira no ano seguinte e nesses 20 anos já  atuou em mais de 80 CDs e DVDs. Entre os artistas de maior destaque com quem trabalhou estão Steve Vai, James LaBrie, Dweezil Zappa e Mike Keneally. É membro ativo das bandas Dethklok e Aristocrats.
 
OS SHOWS NO BRASIL – Para os shows brasileiros de 2013, infelizmente, não foi possível conciliar as agendas. Dessa forma, Anders preparou um espetáculo individual inédito, onde executará um verdadeiro arsenal de teclados englobando sua carreira e incluindo algumas bases pré-gravadas pelos geniais Marco Minneman e Bryan Beller. Além disso, a parte visual será belíssima, com a utilização de efeitos especiais e da inconfundível magia de uma Harpa Laser e seus raios multicoloridos.
 
2 – VIOLETA DE OUTONO
 
A banda Violeta de Outono foi formada em 1984 em São Paulo, moldando sua própria sonoridade ao misturar as tendências do Rock da época com a psicodelia de ícones como Pink Floyd e Beatles. Dessa forma, rapidamente ganhou a atenção de público e mídia. Até hoje mantém seus fãs e ganhou reconhecimento internacional. Seus concertos são conhecidos pela atmosfera hipnótica e sons espaciais, e se tornaram a marca registrada da banda. Seu 1º LP, homônimo, de 1987, marcado por uma psicodelia envolta em sombras, conseguiu a proeza de angariar fãs de Rock Progressivo e dos estilos pós-punk e dark/gótico.  Com o sucesso obtido produziram diversos LPs, CDs e DVDs e se apresentaram em vários dos mais importantes locais e eventos pelo país.
 
Guiado pelo único remanescente original, o guitarrista e vocalista Fabio Golfetti, o Violeta de Outono lançou em 2007 o excelente CD “Volume 7”, um novo marco para o som do grupo, onde abraçaram definitivamente um estilo Progressivo melódico setentista com a presença marcante dos sons de órgão hammond e timbres analógicos. Prosseguiram nesta linha com o belíssimo CD “Espectro” de 2012.
 
Esta nova fase da banda se deu em boa parte à entrada dos novos integrantes relacionados abaixo.
 
- Membros
 
FABIO GOLFETTI – Além da longa história com o Violeta de Outono, Fabio Golfetti é atualmente o guitarrista da renomada banda psicodélica franco-britânica GONG, liderada pelo australiano Daevid Allen. Com ela Fabio excursionou no Japão, Brasil, Reino Unido e outros países europeus em 2012 e 2013. Atualmente preparam novo álbum de estúdio.
 
GABRIEL COSTA – Membro fundador da banda Homem com Asas, já integrou também  os gruposCompacta Triô e Mefisto. Em 2005 integra-se ao Violeta de Outono
 
JOSÉ LUIZ DINÓIA – Sua  principal banda foi A Chave do Sol com 3 discos gravados.
 
FERNANDO CARDOSO – De formação erudita (piano e cravo), participou dos grupos Compacta Triô,Mefisto, Yessongs e Homem com Asas. Domina os teclados acústicos e eletrônicos, mas seu grande destaque no Rock vai para o órgão Hammond. Através dele inseriu-se e permaneceu no Violeta de Outono, além de ter tido a grande honra de pertencer ao retorno do lendário grupo Som Nosso de Cada Dia. Esteve presente nesse projeto desde seu início em 2004 até seu fim em 2011.
 
http://www.violetadeoutono.com
 
Serviço:
 
Teatro Rival Petrobras
Dia 06/11 – Quarta- feira – às 19h30
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia
 
Preço:
Setor A / Setor B / Mezanino
R$ 140,00 (Inteira na data)
R$ 70,00 (Inteira até a data e Meia entrada para estudantes, idosos e professores da rede municipal)
 
Classificação: 16 anos