Daevid Allen's Gong Global - Virada Cultural

Data : 06/05/2012
Horário : 01:00
Venue : Centro de São Paulo, Palco Barão de Limeira
Cidade : São Paulo, SP

Info / Tickets

Daevid Allen volta ao Brasil para reunião do Gong Global

Barão de Limeira dia 6 à 01h00 Palco Barão de Limeira

Para falarmos de Daevid Allen é preciso tomar fôlego. Sempre na vanguarda dos acon­te­ci­mentos, Daevid é artista, músico, poeta e performer que entrou na cena do Rock em 1966, quando formou o lendário Soft Machine, na Ingla­terra, no auge da Swing London. A banda se apre­sen­tava ao lado de mitos como Jimi Hendrix Expe­ri­ence e Pink Floyd, no lendário UFO Club. Após deixar sua marca no rock psico­dé­lico inglês, Daevid formou, na França, o Gong, um grupo multi­cul­tural que influ­en­ciou toda uma geração de rock espa­cial com sua psico­delia, dadaísmo e impro­vi­sação. Foi nessa época que Daevid criou a sua mais impor­tante obra, a trilogia “Radio Gnome Invi­sible”, contando as aven­turas de Zero num mítico planeta verde habi­tado por gnomos, os Pot Head Pixies. Foi também nesta época que ele inventou o Glis­sando Guitar, uma técnica que lhe permite extrair um som onírico de sua guitarra, cons­truindo paisa­gens sonoras psico­dé­licas. Recen­te­mente aliou forças com os japo­neses do Acid Mothers Temple na formação do Acid Mothers Gong, em que deva­neios sônicos impro­vi­sados se juntam à sua poesia, produ­zindo uma arte musical que foge de qual­quer rótulo. Com a redes­co­berta do Gong pela mídia espe­ci­a­li­zada inglesa, que chegou a consi­derar a banda como a mais impor­tante da cena psico­dé­lica em todos os tempos, Daevid Allen ganhou mais fãs e parceiros para sua infin­dável capa­ci­dade cria­tiva. Na Virada Cultural, ele traz um reper­tório baseado no Gong "Camem­bert Elec­trique". Simples­mente imper­dível.

Daevid Allen & Gong Global

Conheça um pouco mais dos músicos da banda Daevid Allen & Gong Global, que se apre­sen­tarão nesta edição da Virada Cultural de 2012.

​DAEVID ALLEN (1938)
O músico e poeta austra­liano Daevid Allen, 74, certa­mente tem muita estória para contar. Após conhecer William Burroughs, Allen Gins­berg e o pessoal da lite­ra­tura beat, nos anos 50, Daevid foi membro fundador de uma das mais impor­tantes bandas da cena psico­dé­lica da swin­ging London de 1966: o SOFT MACHINE. Com o Soft Machine, Daevid muitas vezes divi­didiu a noite com outro grupo que viria a se tornar lendário: o PINK FLOYD de Syd Barrett. Após tornar-se amigo de Jimi Hendrix, Daevid resolve fazer a sua própria revo­lução da guitarra, apri­mo­rando uma técnica de Barrett e criando o estilo glis­sando guitar, no qual percute as cordas da guitarra usando uma fina barra de metal, produ­zindo sons que vão desde violon­celos até paisa­gens oníricas celes­tiais. Após sua saída do Soft Machine, Daevid Allen montou outra banda, que logo chamou a atenção de todos por sua musi­ca­li­dade, cria­ti­vi­dade e irre­ve­rência: o GONG. No período de 1971 a 1974, Daevid concebeu a trilogia "Radio Gnome Invisble", na forma de três discos que gravou com o GONG, marcando o ápice cria­tivo da banda e esta­be­le­cendo um novo som, espa­cial, místico, psico­dé­lico, original e bem-humo­rado. O conceito da banda era centrado nas desven­turas do anti-heroi "Zero the Hero" pelo planeta Gong, habi­tado por estra­nhas cria­turas como os Octave Doctors e os Pot-Head Pixies.

IAN EAST (1971)
Ian é de Londres, Ingla­terra. Ele toca saxo­fones, flauta, clari­nete e zurna (instru­mento de sopro do Oriente Médio/Norte da África). Ele foi diretor musical e/ou compo­sitor em várias bandas ao longo dos anos, incluindo Soun­dial (nu-jazz com nuances de world music), Brasil Universo (jazz brasi­leiro), Momen­tito (trabalho autoral de jazz contem­po­râneo). Ian toca regu­lar­mente na cena de World Music com Abdel­kader Saadoun (Medi­ter­râneo/Norte da África), Reem Kelani (Arábia), e é o diretor musical e compo­sitor do Balka­na­tics (sopros dos Balcãs). Também trabalha com a lendária banda GONG, ao lado de Daevid Allen e Gilli Smyth.

JOSH POLLOCK (1964)
Josh é um guitar­rista de San Fran­cisco que tem atuado em diversas bandas de conceitos dife­rentes, desta­cando Univer­sity of Errors (ao lado de Daevid Allen), Six Eye Columbia e Citay. Embora seja canhoto, Josh não inverte as cordas de sua guitarra. Além disso, adota uma abor­dagem incomum do instru­mento, baseada mais em texturas sônicas e ruídos do que em acordes conso­nantes. Dono de uma perfor­mance de palco incen­diária, Josh também é ator e dublador.

FABIO GOLFETTI (1960)
O guitar­rista natural de São Paulo é conhe­cido por liderar a banda VIOLETA DE OUTONO, com a qual gravou uma série de traba­lhos desde 1986. Para­le­la­mente, desen­volve o INVI­SIBLE OPERA COMPANY OF TIBET, conceito criado por Daevid Allen (GONG) que mistura rock, música psico­dé­lica e progres­siva, com três CD’s lançados. Em novembro de 2007, junto com Gabriel Costa e Fred Barley, acom­pa­nhou Daevid Allen em sua turnê brasi­leira. De forte cono­tação psico­dé­lica, a guitarra de Fabio é remi­nis­cente de nomes como Syd Barrett, Steve Hillage e David Gilmour.

​GABRIEL COSTA (1973)
É membro fundador da banda HOMEM COM ASAS (1996), de São Carlos. Em 2005 integra-se ao VIOLETA DE OUTONO, com quem lança o disco “Volume 7”, parti­ci­pando também do INVI­SIBLE OPERA COMPANY OF TIBET, com o qual gravou “UFO Planante”. Parti­cipou da banda que acom­pa­nhou o músico Daevid Allen (GONG) em apre­sen­ta­ções em São Paulo e em São Carlos em novembro de 2007. Suas influên­cias residem nas escolas de Canter­bury e Rock in Oppo­si­tion, e em baixistas como Richard Sinclair e John Greaves, além de John Entwistle do The Who.

FRED BARLEY (1974)
Fred Barley, bate­rista, percus­si­o­nista,compo­sitor e professor de bateria, atuando hámais de vinte anos em São Paulo (capital),todo o Vale do Paraíba e nas prin­ci­pais capi­tais do País. Fred foi citado na revista Modern Drummer Brasil nº17 na repor­tagem “Histó­rias da Bateria Brasi­leira”, por Zé Eduardo Nazário, ao lado de nomes como Cuca Teixeira, Alaor Neves, Ricardo Confes­sori, João Barone, entre outros. Integra a versão brasi­leira do INVI­SIBLE OPERA COMPANY OF TIBET, tendo acom­pa­nhado Daevid Allen em 2007. Também parti­cipa do Yessongs (tributo a Yes) e dos grupos de múscia instru­mental Trin­cheira e Groof­bo­o­galoo.